domingo, 20 de novembro de 2016

Ação Solidária Pastoral Juvenil Cleliana


No dia 03 de outubro, a Pastoral Escolar promoveu a Ação Solidária com os integrantes da PJC (Pastoral Juvenil Cleliana). O local escolhido para a realização da Ação Solidária foi o Centro Social Esperança.  Localizado no Bairro Pinheirinho, é uma entidade sem fins lucrativos que visa o amparo de 200 crianças com idade de até dezesseis anos.
Os membros da PJC promoveram várias atividades nesse dia, como contação de história, pintura facial, jogos de futebol, vôlei, dança da cadeira e gincana para as crianças. Nesse dia, foram entregues pacotinhos de doces para as crianças que os próprios educandos prepararam.
Essa ação teve a contribuição de vários educadores e educandos do Colégio Madre Clélia que doaram brinquedos e parte dos alimentos que foram arrecadados na Gincana Bíblica 2016 foram destinados ao Centro.
Lembramos que outubro é o mês missionários, a Pastoral Escolar preparou esta ação para que os jovens da PJC tivessem uma experiência missionária para com aqueles que mais necessitam e aproveitar para proporcionar um momento diferenciado as crianças que frequentam essa instituição celebrando o dia das crianças.
Agradecemos a toda a comunidade escolar que contribuiu para que essa ação acontecesse e também desejamos a todos que Nossa Senhora Aparecida abençoe a cada pessoa envolvida nessa Ação Solidária.
Segue alguns depoimentos dos jovens que participaram dessa ação:

Experiência na creche!

Tive uma experiência diferente e surpreendente! Um momento muito legal foi a roda de conversa que todo mundo falou seu nome e assim nos conhecemos mais. Aprendi muito e percebi que não devemos reclamar da nossa vida, pois é muito boa. (Murilo Fumogalli 7º 7)

Aprendi muito com as crianças, elas me ensinaram a ser mais educada e saber dar valor naquilo que a gente tem. (Ana Luiza 6º 8)

 Pontos positivos: A alegria das crianças em nos ver, as brincadeiras em grupo. Essa ação me fez perceber o quanto eu sou sortuda em ter tudo que tenho. É uma experiência que vou levar para o resto da minha vida!  (Luiza Muniz Zoraski 7º 5)



sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Visita ao Museu da Vida: PJC aprendendo sobre o cuidado com a Vida


Por Sabrina Vaz

No dia 07 de novembro os integrantes da PJC da 1ª, 2ª e 3ª etapa realizaram uma visita ao Museu da Vida acompanhados pela equipe de Pastoral.
No local fomos recepcionados por uma equipe de monitores que dividiram os integrantes da PJC em 3 grupos para conhecer o local.
Lá os educandos tiveram a oportunidade de aprender sobre a história da Pastoral da Criança e sua fundadora Zilda Arns. Também como é importante os primeiros mil dias da criança no útero materno, o valor da amamentação para o desenvolvimento das crianças, o cuidado que devemos ter com a alimentação da gestante e da criança, como é essencial o brincar na infância, entre outras ações.
Ter uma visão geral de como funciona a Pastoral da Criança e como ela atua em benefício a milhares de crianças, principalmente as mais carentes, em diversos países,além do Brasil, mostra aos nossos educandos o quanto devemos estar atentos aos cuidados que devemos ter com as nossas crianças e valorizar esse lindo trabalho que é desenvolvido por essa Pastoral.
Foi um momento de aprendizagem, de aquisição de novos conhecimentos, mais principalmente,  de ter um olhar cuidadoso com as crianças, como teve Zilda Arns e toda a equipe da Pastoral da Criança.
Depoimentos:
Bruna 6º ano: O que mais me chocou foi ver, pelas fotos, o sofrimento das crianças desnutridas e como elas se recuperaram a apartir da atuação da Pastoral da Criança.
Maria Gabriela 7º ano: Adorei o passeio e principalmente ver mais de perto o lindo trabalho realizado pela Pastoral da Criança.
Gabriel Pinheiro 7º ano: Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas que a Pastoral da Criança atende e que ela está em outros países também.


segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Enterrar os mortos

Estamos chegando no dia de Finados! Você já parou para pensar em porque celebramos este dia?

Em primeiro lugar, devemos nos lembrar que enterrar os mortos é uma obra de misericórdia. Um cadáver esquecido indica a condição de não pessoa. Lembrando que desde os primórdios, uma das diferenças entre os seres humanos e os animais já era o cuidado com os mortos.

O YouCat diz que:

"Os cristãos tratam com respeito e carinho o corpo de uma pessoa falecida, conscientes de que Deus o chamou à ressurreição do corpo".

Isso não significa que o mesmo corpo irá ressuscitar, mas que a identidade da pessoa não se perderá no espaço e tempo, mas será acolhida, e mais ainda, participante, da glória de Deus. Por isso, rezar pelos mortos é tomar consciência de nosso futuro: ser ressuscitado em Cristo. Também nos faz lembrar que cada um é único e irrepetível, por isso, passa por este mundo uma única vez e conserva sua essência, porque é fruto do amor de Deus.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Jovens da PJC participam de Ação Missionária por ocasião do Dia Mundial das Missões.



Por Odailson Volpe
Outubro é o Mês das Missões, um tempo propício para intensificar as iniciativas de animação e cooperação missionária em todo o mundo. O objetivo é sensibilizar e despertar vocações missionárias dispostas a levar a boa nova de Cristo a todas as pessoas e em todos os lugares. Em especial, no mês de outubro, um dia ganha destaque, o chamado Dia Mundial das Missões, instituído pelo papa Pio XI, no ano de 1926. Geralmente comemorando durante um fim de semana, nesse dia paróquias e dioceses no mundo inteiro incentivam seus fieis a fazerem uma intensa experiência missionária.
Em sintonia com a Igreja, a paróquia de Floraí, no Noroeste do Paraná, promoveu no sábado, dia 22 de outubro, Dia Mundial das Missões para este ano de 2016, um dia evangelização, onde leigos e religiosos percorreram as ruas da pequena cidade levando o Evangelho, o amor de Deus e um pouco de reflexão sobre os cuidados com o planeta para o povo do local. Convidados pelo pároco, Padre Claudemir Ricardo da Silva, os jovens da PJC – Pastoral Juvenil Cleliana marcaram presença nessa atividade e com entusiasmo falaram do amor de Deus e abençoaram as casa por onde passaram.
Neste ano, o mês missionário teve um tema especial “Cuidar da Casa Comum é nossa missão” e como lema um versículo extraído da narrativa da criação no livro do Gênesis: “Deus viu que tudo era muito bom” (Gn 1, 31). Com isso, os cristãos e todo o povo de Deus, foram chamados a reconhecer que o projeto do Criador é maravilhoso, mas encontra-se ameaçado! Assim, o anúncio da Palavra de Deus feito durante essa ação Missionária estava carregado com a preocupação pela ecologia a partir de dois gritos: o grito dos pobres que mais sofrem, e o grito da Terra que geme pela exploração.

Falar do amor de Deus é também chamar atenção para a responsabilidade com os mais pobres, com os sofredores e também com o nosso planeta. Ao fim do dia, os inúmeros missionários fizeram um balanço dessa ação, antes da missa de encerramento, e, felizes, constataram que atingiram cerca de 90% das casas da cidade de Floraí. Ao final, foi muito gratificante ver tantas pessoas visitadas ao longo do dia presentes na missa de encerramento dessa Ação Missionária. Logo após os presentes se confraternizaram durante uma noite de louvor realizada na Igreja Matriz Imaculada Conceição.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Estamos no Ano Mariano!



2017 é o ano em que lembramos 300 anos desde que a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada no rio Paraíba.


Madre Clélia tinha especial devoção à Maria. Ela nos diz:

Recorre à tua Mãe Maria. dize-lhe queres amar a Jesus e o queres amar muito!

É festa no Brasil! Por isso, a CNBB decretou o Ano Mariano.
É tempo especial para conhecermos mais e melhor Nossa Senhora.

Confira o vídeo: